quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Urias: Um estrangeiro de fé (resumo do estudo nº 06)





Respondeu Urias a Davi: A arca, Israel e Judá ficam em tendas; Joabe, meu senhor, e os servos de meu senhor estão acampados ao ar livre; e hei de eu entrar na minha casa, para comer e beber e para me deitar com minha mulher? Tão certo como tu vives e como vive a tua alma, não farei tal coisa.  2 Samuel 11:11

Saber: Comparar e contrastar a fidelidade de Urias, o heteu, a Deus e ao seu país, com a ruína moral do rei Davi.
Sentir: Que, sem a permanente graça de Deus, somos vulneráveis às tentações.
Fazer: Lançar-nos diariamente sobre a misericórdia e poder salvador de Deus.

Esboço
I. Fé e infidelidade
A. Em face da integridade de Urias, Davi caiu mais e mais profundamente no pecado, à medida que tentava esconder seu pecado com Bate-Seba. Que evidência temos da fidelidade de Urias a Deus?
B. Como Davi chegou a tal estado de comportamento imoral?
C. Quais foram os resultados da fidelidade de Urias? A longo prazo, quais foram os resultados do pecado de Davi?

II. Mas pela graça de Deus
A. Se Davi, um homem segundo o coração de Deus, pôde cair em tamanho pecado, quão vulneráveis somos à tentação?
B. Qual foi a resposta de Davi quando Deus o confrontou com seu pecado? Qual é nossa única esperança?

III. Entrega diária
A. Embora Davi tivesse pecado, reconheceu o poder de Deus para perdoar e purificar, e se entregou totalmente à misericórdia divina. Como podemos tornar nossa a oração de Davi?

Resumo: A preocupação de Urias estava inteiramente em seu dever para com Deus. Todo o poder de persuasão de um poderoso rei não foi suficiente para levá-lo a violar sua consciência e, por causa disso, Davi o entregou à morte. O rei havia perdido sua integridade e cometido grandes pecados. Porém, em humildade e arrependimento, procurou o perdão de Deus, e o Senhor o salvou.


Motivação
Como Urias, devemos avançar para alcançar um caráter santo, equivalente à causa santa pela qual estamos lutando.

 

Só para os professores: Um breve estudo da vida de Urias, evitando torná-la uma “história de Davi”, oferece grande abundância de material. Deixe acontecer o “momento” Urias, enfatizando seus componentes de caráter superiores e sólidos como a rocha, que podem iluminar na compreensão do nosso caráter.

Introdução: Da tribo dos heteus, Urias era nativo de Canaã, que havia sido invadida por Israel e, no entanto ele acabou lutando lado a lado com as tropas de Israel, na guerra entre israelitas e amonitas.

Quando a América do Norte havia sido invadida pelos europeus leais ao governo americano, Chapman Schanandoah, que era um nativo da tribo Oneida, lutou lado a lado com os marinheiros dos Estados Unidos, na guerra contra a Espanha (vejawww.oneidaindiannation.com), no ano de 1898.

Das doze tribos de Jacó – Natural ou simbolicamente – somos nativos de um mundo caído, invadido pela esperança. A partir da adoção (Rm 8:14-15 - Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai), lutamos lado a lado com o exército de Deus no grande conflito.

Claramente, não é única a história da troca de lealdade de Urias e alistamento posterior no exército da oposição. Dadas as semelhanças nas narrativas dos guerreiros listados, por que é tão intrigante a história da lealdade de Urias a um governo invasor que virou o lugar de cabeça para baixo? O que podemos aprender espiritualmente de Urias?
Pense nisto: Considere a “estranheza” de Urias. Geograficamente, ele era nativo de Canaã e residente de Israel. Espiritualmente, ele já havia sido adotado por Deus (Rm 8:15,16  - Porque não recebestes o espírito de escravidão, para viverdes, outra vez, atemorizados, mas recebestes o espírito de adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai. O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus) antes de sua mudança de cidadania. Então, Urias era um estrangeiro em ambos os sentidos da palavra? Consequentemente, por que continuamos a classificá-lo como estrangeiro?
Faça um esboço do perfil de caráter de Urias, particularmente os componentes exemplares que desejamos assimilar em nosso próprio caráter.

 

Comentário bíblico


I. “Não farei tal coisa”  2Sm 11:11, 

E disse ela: Ah! Meu senhor, tão certo como vives, eu sou aquela mulher que aqui esteve contigo, orando ao SENHOR. 1Sm 1:26, 

Disse Elias a Eliseu: Fica-te aqui, porque o SENHOR me enviou a Betel. Respondeu Eliseu: Tão certo como vive o SENHOR e vive a tua alma, não te deixarei. E, assim, desceram a Betel. 2Rs 2:2

A revelação máxima do excelente caráter de Urias é sua declaração (2Sm 11:11): “
Tão certo como tu vives e como vive a tua alma, não farei tal coisa”. A convicção de quem Urias parece ecoar? (Ele não é maior do que eu nesta casa e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porque és sua mulher; como, pois, cometeria eu tamanha maldade e pecaria contra Deus? Gn 39:9). Urias estava se referindo a passar a noite com a esposa, o que, obviamente, nenhum mandamento proibia. Era a compaixão leal por seus companheiros tudo o que estava acontecendo? Ou, além do problema de a arca estar abrigada em uma tenda, há uma questão ainda mais profunda aqui?

Sim! A tradição judaica exigia que, como medida para conservar força, os soldados israelitas tomassem um voto de não ter relações sexuais na noite anterior, nem durante a batalha nem enquanto sua unidade lutasse. Assim, nas palavras de Angus Mcgregor,
Urias “honrou seu voto de se abster de sexo enquanto sua unidade estava em batalha” (www.hidenwood.com).

Que Urias estava honrando um voto é evidente por sua frase “
Tão certo como tu vives e como vive a tua alma”. Era habitual em Israel fazer juramento pela vida da pessoa a quem se dirigia (veja o SDA Bible Dictionary [1960], p. 780). Vemos as mesmas palavras usadas por dois outros personagens bíblicos, Ana e Eliseu, ao fazer seus votos (veja 1Sm 1:28 e 2Rs 2:2, respectivamente).

Quando um homem fizer voto ao SENHOR ou juramento para obrigar-se a alguma abstinência, não violará a sua palavra; segundo tudo o que prometeu, fará.  (Nm 30:2) 

O que proferiram os teus lábios, isso guardarás e o farás, porque votaste livremente ao SENHOR, teu Deus, o que falaste com a tua boca. Dt 23:23

A continuidade da observância dos votos não deveria ser desprezada mesmo que seu cumprimento significasse sofrer perda a fim de manter o voto (Sl 15:4 - o que, a seus olhos, tem por desprezível ao réprobo, mas honra aos que temem ao SENHOR; o que jura com dano próprio e não se retrata;). Tão profundamente estava o voto de Urias enraizado na honra ao Senhor e na sua própria que, embora Davi o tivesse embriagado, (2Sm 11:13), Urias não se inclinou a quebrá-lo! (Note: Algumas fontes deduzem que Urias estava anunciando um voto, não repetindo um voto anterior. Quer o juramento tenha sido feito naquele mesmo lugar ou não, a convicção forte de Urias era que o voto foi necessário e não deveria ser anulado).

O verso 11 menciona outro detalhe que revela o comprometimento apaixonado do capitão Urias para voltar aos seus homens e terminar a guerra. Ele queria a arca de volta numa habitação própria.

Urias de fato acreditava que estava lutando por uma causa santa. Um sinal forte de que o caráter santo de Urias se manifestou antes da dedicação à causa santa – ao invés de a causa servir como meio de despertar o caráter – é revelado no significado do nome de Urias escolhido por seus pais: “
Minha luz é o Senhor”. O que isso sugere sobre o lar em que ele passou a infância e que produziu seu caráter excelente?

Pense nisto: Considere as seguintes respostas à questão: Que tentações poderiam ter passado pela mente de Urias durante o jantar com o rei?
“Sou casado”.
“O próprio rei me disse para ir a ela”.
“Sem dúvida, me sinto mal pelos companheiros no campo de batalha, mas sua situação nesta noite não irá melhorar em nada pelo que eu fizer ou deixar de fazer aqui em Jerusalém hoje.
“Como meus colegas ficariam sabendo algum dia?”.
“E afinal de contas, os soldados realmente não entendem as pressões sobre um capitão – quanto necessitamos dos consolos de alguma criatura”.
Todavia, o pensamento que mais o moveu foi: “Mas isso não é justo. Eu saberia. O Senhor saberia”. Qual seria nossa resposta?

II. Urias era valente

(
Urias, heteu; ao todo, trinta e sete. 2Sm 23:39.)

Urias foi um dos 37 homens mais valentes e honrados militares de Davi, membro da própria guarda pessoal de elite do rei. A qual força militar poderiam esses 37 ser comparados?

Quando Joabe colocou a unidade de Urias junto ao portão do muro do inimigo, Urias devia saber que, em uma situação tão sangrenta, a morte era iminente, se ele não fugisse. Urias lutou até o fim.

Pense nisto: Para o que ou quem estamos dispostos a lutar até o fim, e por quê?

III. Urias era confiável

(
Vindo, pois, Urias a Davi, perguntou este como passava Joabe, como se achava o povo e como ia a guerra...... Pela manhã, Davi escreveu uma carta a Joabe e lha mandou por mão de Urias. 2Sm 11:7, 14.)

Davi encarregou Urias de lhe trazer um relatório confidencial da batalha – embora isso fosse apenas uma estratégia para fazer Urias ir para casa. Então, ordenou que ele levasse de volta ordens secretas fechadas – o decreto de sua própria morte.

Pense nisto: Poderia ser que, depois de saber que Davi se recusou a matar Saul, Urias tenha confiado tanto no rei Davi por causa disso? Somos frequentemente dignos da confiança que os outros colocam em nós, ou somos traidores, e por quê? Qual é o único remédio para a nossa deslealdade?

IV. Urias era humilde

(Porém Urias se deitou à porta da casa real, com todos os servos do seu senhor, e não desceu para sua casa. ....  Davi o convidou, e comeu e bebeu diante dele, e o embebedou; à tarde, saiu Urias a deitar-se na sua cama, com os servos de seu senhor; porém não desceu a sua casa. 2Sm 11:9, 13.)

Qualquer dos servos à porta do rei haveria concordado com uma ordem do capitão Urias de fazer uma reserva para ele na hospedaria de Jerusalém. Mas, em lugar de abusar da autoridade sobre os porteiros, lavadores de utensílios, carregadores de lixo e acendedores de candelabros, ele simplesmente, modestamente, abrigou-se entre eles para dormir.

Além da posição militar, que outra razão Urias poderia ter tido, se não fosse convertido, que poderia ter “subido à sua cabeça”?

Ele era casado na família real: O avô de Bate-Seba, Aitofel, era conselheiro do rei (1Cr 27:33  - Aitofel era do conselho do rei; Husai, o arquita, amigo do rei).
O nome do seu sogro está na mesma lista de guerreiros de elite onde aparece o seu nome (2Sm 23:34 - Elifelete, filho de Aasbai, filho de um maacatita; Eliã, filho de Aitofel, gilonita). Ele poderia ter sido vaidoso sobre Bate-Seba, sua bela esposa.

Pense nisto: Compare as ações de Davi com as de Urias. Como o comprometimento e força de Urias também sugerem sua humildade?
Aplicação
Esta atividade aplica os degraus da escada do crescimento cristão ao conceito-chave desta lição – ver - 2 Pedro 1:5-7 -  
por isso mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência, associai com a vossa a virtude; com a virtude, o conhecimento; com o conhecimento, o domínio próprio; com o domínio próprio, a perseverança; com a perseverança, a piedade; com a piedade, a fraternidade; com a fraternidade, o amor. 
Se, assim como Urias, devemos lutar individualmente por um caráter santo, por que é não somente revelador, mas também crucial, avaliar ocasionalmente onde nos vemos na escalada? Podemos fazer isso se não estamos sequer familiarizados com os degraus? Com esse pensamento em mente, faça a seguinte atividade: Na coluna do lado esquerdo estão os oito degraus em ordem alfabética. Peça que os alunos coloquem na coluna do lado direito os degraus que, de acordo com sua compreensão, seja a ordem correta do crescimento cristão.

 Lista em ordem
alfabética (sequência
incorreta)

Lista com sequência correta:
Amor
(8) _______________ amor
Conhecimento
(7) ___________  fraternidade
Domínio próprio 
(6) ____________     piedade ___
(5) ___________perseverança _
Fraternidade
(4) __________ domínio próprio _____
Perseverança 
(3) __________     conhecimento _____
Piedade
(2)_______                 virtude ________
Virtude  
(1)_________                   ______
                                                                      
Compare as respostas com a lista que aparece na Bíblia, em 1 Pedro 1:5-7. Então, pergunte: A ordem de ascensão da lista “real” foi uma surpresa?

Isaías 55:9  -  porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos. 

1Samuel 16:7. - Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, porque o rejeitei; porque o SENHOR não vê como vê o homem. O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração.

Para uma compreensão mais profunda de como a ordem apresentada reflete o senso “divino”, leia Minha Consagração Hoje, p. 95-98. “
O apóstolo apresenta perante os crentes a escada do progresso cristão, cujos degraus representam cada qual um acréscimo no conhecimento de Deus e em cuja ascensão não deve haver parada... Somos salvos pelo subir degrau a degrau, passo após passo, para o alto ideal de Cristo para nós” (Atos dos Apóstolos, p. 530).

Não se sintam oprimidos pela grande soma de trabalho que precisam realizar durante a vida, pois não se requer de vocês que o façam todo de uma vez. Levem para o trabalho de cada dia toda faculdade do ser, aproveitem cada oportunidade preciosa, apreciem o auxílio que Deus dá e avancem degrau a degrau na escada do progresso. Lembrem-se de que vocês devem viver apenas um dia de cada vez, de que Deus lhes deu um dia e de que os registros celestiais mostrarão como vocês  avaliaram seus privilégios e oportunidades. Aproveitem cada dia que Deus lhes concede, de maneira a poder afinal ouvir o Mestre dizer: "Bem está, servo bom e fiel" (Mt 25:21;Mensagens aos Jovens, p. 46).

Perguntas para consideração 
1. Questões intrigantes: O amor e a bondade fraternais são ainda mais difíceis do que a piedade? Por que o conhecimento vem depois da fé? (Dica: Qual é a diferença entre quem conhecemos e o que sabemos, e por que essa distinção é importante?) Em que nível vem o batismo?
2. Escrevam ao lado de cada degrau da escada do crescimento em 2Pedro 1:5-7 o nome de um representante bíblico que lhes vier à mente.

Perguntas de aplicação
1. Faça uma lista de pessoas em sua congregação local que são exemplos de crescimento cristão, em cada um dos componentes de caráter que estudamos.
2. Que atividades e atitudes posso enfatizar mais em minha vida, para seguir esses bons exemplos?

Criatividade
Prepare uma folha com o título: “Minha Escada Espiritual para 1-5 de novembro de 2010”. Na coluna da esquerda, registre os oito degraus da escada, seguidos por duas linhas em branco, em cada degrau, para anotações. Na primeira linha, anote uma vitória pessoal obtida em relação àquele degrau. Na outra linha, defina objetivos, de acordo com os exemplos abaixo.

P
ense em maneiras de subir cada um dos degraus ou alcançar as graças divinas, fazendo a seguinte atividade: Para cada componente de caráter, preencha um “alvo” para realizar na próxima semana:

 – Memorizarei um notável verso bíblico sobre fé.
Virtude – Corrigirei o seguinte erro:_____________.
Conhecimento – Preencherei completamente o estudo da lição da Escola Sabatina.
Temperança – Limitarei a ingestão de alimentos ao necessário à minha nutrição.
Paciência – Finalmente, farei aquele telefonema difícil.
Piedade – Estudarei um capítulo ou episódio da vida de Jesus.
Fraternidade – Enviarei um e-mail encorajador.
Amor – Irei me aproximar de ___________ ___, que está precisando de um
amigo.

Introspecção posterior: 
Que reconhecível “divisão” de degraus há abaixo e acima de sua escalada espiritual? De que maneira essa possível divisão é percebida pelos outros?




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário