sábado, 13 de junho de 2009

Emprego dos Sonhos - Uma parábola



O Reino dos Céus é semelhante a um homem muito rico. Precisando contratar novos empregados faz o seguinte anúncio:

“Emprego dos Sonhos”

A empresa multinacional, “Céu e Nova Terra S.A” com forte presença em todos os continentes. Contrata pessoas, de ambos os sexos e qualquer idade, de toda raça, tribo, língua e nações.

O local do trabalho e moradia são indescritíveis, muito além da imaginação. O funcionário escolhe a atividade, o local e o salário dos seus sonhos.

Férias em lugar exótico e aprazível, ao gosto do empregado. Planos de saúde, estudos e viagens ilimitados. Alimentação, roupa lavada, creche próximo ao trabalho, tudo cortesia da empresa.

Um dia de descanso semanal.

Meios de transporte ilimitado, para ir e vir como e quando quiser.

Não há cobrança de impostos, nem de taxas de manutenção e de administração. Não é clube social e nem recreativo, podendo encontrar esses elementos lá.

Tudo tem atendimento de altíssimo padrão, requinte e bom gosto.

O emprego e as condições citadas são pessoais, vitalícios e intransferíveis, uma vez aceitos e integrados ao emprego não pode haver desistência.

Prazo limitado para seleção dos candidatos.

Os interessados terão que apresentar suas habilidades e interesses e convencer o Empregador dizendo por que merece ganhar o emprego.

O caso acima citado é uma parábola para refletirmos sobre a vida neste mundo e a vida que Deus nos propõe, ou seja, a vida eterna junto a Ele.


É um desafio que faço para cada leitor. Se você desejar responder a este desafio ficaria imensamente grato para saber a sua resposta. De preferência gostaria que a enviassem para meu email: rkmalbuquerque@uol.com.br

Se você tivesse esta proposta de “Emprego dos seus Sonhos” em suas mãos, eu perguntaria:

1- Qual sua disposição e esforço para obtê-lo?

2- Quais qualificações pessoais você apresentaria para ganhar uma vaga neste paraíso?

3- Quanto tempo você levaria para tomar uma decisão?

4- Você iria sozinho e ou quem você convidaria?

5- Quanto tempo levaria para arrumar sua bagagem e mudar-se para o local de trabalho?

6- Você se sentiria ou estaria capacitado para o emprego?

OBS. Nos próximos vinte dias, por motivo de viagem, devido a dificuldades locais, não poderei acessar a internet. Quando voltar da viagem, tentarei fazer um resumo da participação de todos, mas terei o cuidado de preservar a identidade do remetente do email. Sinta-se livre e à vontade para responder ao questionamento.

Quero apenas lembrar que a proposta acima citada, trata-se apenas de uma “parábola” e deve ser vista como tal. Não se tratando de nenhuma proposta concreta de emprego. (Caso fosse verdade, eu seria o primeiro candidato).



5 comentários:

  1. PARABOLA AO NÃO O EMPREGO PODE EXISTIR POIS DEUS ENSINA QUE DEVEMOS DIVIDIR O PÃO, E NÃO É NECESSARIO SER RICO DE DINHEIRO PARA PODER AJUDAR O PROXIMO, BASTA USAR E SER POSITIVO EM TUDO, POIS COM ELE TUDO PODE..NÃO É UM SONHO TER UM EMPREGO E SIM UMA REALIDADE QUE TODOS SONHAM EM TER EM ALGUM DIA .....

    ResponderExcluir
  2. Olá. A paz do Senhor.

    Com certeza este texto nos faz refletir sobre nossa conduta e também escolhas diante de Deus, não é?

    Que o Senhor continue a abençoar tua vida e blog!

    ResponderExcluir
  3. Prezados amigos
    Há muito venho lendo e vendo o que tem acontecido no Brasil com relação aos nossos políticos. Não passa um dia sem que haja uma denuncia de atos de corrupção, falta de ética, e imoralidade por parte de nossos governantes.
    O Presidente Lula recentemente em defesa do Senador José Sarney definiu que no Brasil existem dois tipos de cidadãos. Aqueles para os quais não existe lei ou Constituição e os demais que estão submetidos aos rigores da lei.
    Aqueles que sofrem nas filas do SUS, ficando internados em macas nos corredores dos hospitais e aqueles que se tratam nos melhores hospitais do país com a melhor equipe médica. Em ambos os casos o contribuinte paga.
    É chegada a hora de parar de reclamar e partir para a ação antes que seja tarde demais.
    Minha proposta e que comecemos em conjunto a pensar numa ação coordenada para o dia 7 de setembro de 2009. É o dia em que comemoramos a independência de nossa pátria, a libertação de nosso povo. Não há momento melhor do que este para um protesto contra a pouca vergonha, os desmandos do governo e o fato de que pouco a pouco estamos perdendo nossa liberdade e democracia.
    Sugestões para o email laguardia,luizf@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. TEM SELO PRA TI EM MEU BLOG...OBRIGADA FICA COM DEUS!

    ResponderExcluir