quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Paz no lar







“Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor” (Hb 12:14, NVI). “Façam todo o possível para viver em paz com todos”(Rm 12:18, NVI).


4. Da vida e do exemplo de Jesus, o que podemos aprender para que essas advertências se apliquem à nossa vida? Existe em nossa vida alguma coisa que torna difícil, se não impossível, atender a essas advertências?


Por mais estranho que pareça, o lugar mais difícil de ser cristão é em casa. Que tragédia, pois o lar deveria ser o lugar em todo o mundo em que todos deveríamos ter paz!


Dois jovens soldados estavam em uma batalha no tempo da Guerra do Vietnã. As balas estavam zunindo, e as bombas explodiam perto deles. Tudo isso parecia não perturbar um dos soldados. Quando o amigo lhe perguntou como ele podia ficar tão tranquilo, ele respondeu que aquilo o fazia lembrar-se de casa!


5. Que recomendações de Paulo, se cumpridas, podem ajudar a trazer a paz ao lar? Rm 12:9-21. 


O amor seja sem hipocrisia. 
Detestai o mal, apegando-vos ao bem. 
Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. 
No zelo, não sejais remissos; sede fervorosos de espírito, servindo ao Senhor; 
regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes; compartilhai as necessidades dos santos; praticai a hospitalidade; abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis. 
Alegrai-vos com os que se alegram e chorai com os que choram. 
Tende o mesmo sentimento uns para com os outros; em lugar de serdes orgulhosos, condescendei com o que é humilde; não sejais sábios aos vossos próprios olhos. 
Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens; se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens; não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: 
A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor. 
Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.
 

Faça uma aplicação prática desses conselhos.


Como cristãos, somos chamados a seguir um padrão incrivelmente elevado, aquele apresentado pelo próprio Jesus. Todos nós ficamos aquém dessa meta. Mesmo assim, não significa que não podemos ainda refletir os princípios revelados na vida de Jesus, princípios de amor, abnegação e atitude inflexível em relação com o mal e o pecado.


Imagine como seriam nossos lares se, realmente, refletíssemos esses princípios! Imagine como seria se aprendêssemos a pensar nos outros antes de nós mesmos; imagine se mostrássemos amor incondicional aos outros, mesmo quando não merecessem. Imagine se perdoássemos aqueles que nos ofendem. Imagine se tivéssemos tanta preocupação com o bem-estar dos outros como temos com nós mesmos. Embora o cumprimento desses princípios não resolvesse todos os nossos problemas familiares, sem dúvida, ajudariam muito!




Extraído de: http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/licoes/adultos/2010/frlic412010.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário